dá Samba

ESPORTE

O Carnaval Carioca
e os Jogos Olímpico
Por Otávio Pilz
Reprodução

Aproveitando que ainda estamos em fevereiro, o mês do carnaval, O OTD passeia pelos momentos em que esporte caiu na folia na Marquês de Sapucaí. 

A primeira vez em que o esporte serviu de enredo para uma escola de samba foi em 1986. Debaixo de um dilúvio a Beija-Flor contou a história do futebol e levou o vice.

O Mundo é uma Bola

Globo

Em 1993, a  Mocidade levou à avenida as várias formas de jogo. De brincadeiras infantis a esportes. A comissão de frente representava o Dream Team. Foi 4º lugar.

Marraio, Feridô sou Rei 

Globo

O centenário do Flamengo rendeu uma homenagem da Estácio em 1995. O mesmo ocorreu com Vasco e Tijuca em 1998, e Fluminense e Rocinha em 2002. 

Os Clubes no Samba

Manchete

Em 1997, a Mangueira resolve apostar no Rio como sede olímpica de 2004. A história dos Jogos passou pela avenida. Atenas foi escolhida e a Manga ficou em 3º. 

O Olimpo é Verde e Rosa

Globo

Nílton Santos na Vila em 2002, Ronaldo Fenômeno em 2003 pela Tradição, e Zico em 2014 na Imperatriz foram jogadores que se tornaram enredo na Sapucaí.

Globo

Craques do Samba

Aproveitando o evento que seria realizado na Cidade Maravilhosa, a Portela leva o Pan para a avenida em 2007. Com um desfile confuso, a escola terminou em 8ºlugar.

Globo

Águia Pan-Americana

No ano em que a capital inglesa receberia os Jogos, a União da Ilha contou a história da Inglaterra e encerrou o desfile com um setor olímpico. Alcançou o 8ª posto. 

Globo

De Londres ao Rio

Novamente a Ilha embarcou na onda dos Jogos. Em 2016, a escola cantou os personagens do Rio inderidos no contexto olímpico. Acabou em 11º lugar.

Globo

Olímpico por natureza

Campeã em 2016 com enredo enaltecendo Maria Bethânia, a Mangueira colocou uma estrela multi-colorida em sua bandeira, representando os anéis olímpicos.

Divulgação

Na bandeira

E depois de tantas homenagens, chegou a vez do esporte estender o tapete. A Festa de Encerramento do Rio-2016 contou com show das escolas de samba no Maracanã.

Globo

Recíproca

Para mais
curiosidades
olímpicas

Tomaz Silva/Agência Brasil